sábado, 5 de outubro de 2013

Eu aposto as minhas fichas em você

Eu quero continuar dando ouvidos àquela pequena voz no fundo do meu coração que um dia me disse que você era muito mais do que parece... Eu poderia ter desistido de você logo no começo, quando eu conheci aquele lado seu que não é muito mais do que aquilo que todo mundo também é, mas algo me dizia que valia a pena insistir, valia a pena ir mais fundo e tentar te conhecer; dentro de mim, de alguma forma, eu sabia que devia procurar pela sua essência...
Eu acredito em você. Por mais que muitas vezes eu tenha me deixado levar pelas decepções que tive a seu respeito, o que eu sinto é forte demais. Eu quero muito não me deixar decepcionar de novo, eu quero aceitar que você é humano e tem defeitos e vai ter seus momentos de futilidade e deslize, sem que isso afete o quanto eu gosto de tudo que admiro em você, porque você sabe que te vejo com outros olhos...

Talvez seja pela minha enorme vontade de tentar, nas coisas que me interessam, enxergar além da superfície; ou talvez seja por essa intensa e inegável conexão que existe entre nós; mas a verdade é que eu sempre te olhei diferente. Você nunca me foi e provavelmente nunca me será indiferente; mesmo as coisas mais simples a seu respeito chamam a minha atenção incomumente. E eu soube, desde o início, que esse fascínio tão peculiar tinha uma razão de ser... É intenso e singular demais para não ser mais do que um mero sentimento.

O seu lado menos divino e mais humano é compreensível, mas por favor, compreenda também a minha decepção. Eu vejo tanto potencial em você que, nos meus momentos mais delicados, acabo me desapontando ao ver que você não o usa tanto quanto pode ou deve. Desculpe-me por esperar tanto de você, mas saiba que eu só me sinto assim porque sinto e enxergo e vejo uma força e uma potência enormes bem no fundo da sua alma, e uma vez tendo entrado em contato com algo tão profundo e tão lindo, é difícil aceitar que isso tudo não transpareça. Mas eu vou aprender a aceitar, vou aprender a não criar tantas expectativas a seu respeito, porque sei que tudo tem seu tempo e não é preciso ter pressa, pois você vai ter muitas oportunidades de passar sua mensagem ao mundo e gradativamente a vida vai se encarregar de fazer você se tornar tudo que pode.
Enquanto eu estiver em pleno gozo dos meus sentidos e concepções, nada de comum ou mundano que possa haver em você vai me dissuadir. Quando estou triste e me fragilizo a ponto de não conseguir ser consolada pelos meus próprios princípios, eu provavelmente vou me machucar lembrando das coisas ruins que você já me fez ou das coisas que não fez pensando em mim mas me afetaram de alguma forma... Mas, mais uma vez, isso é problema meu, nesses momentos a errada sou eu, por me deixar influenciar por sentimentos negativos. Quando eu recobro meus sentidos e as energias boas voltam a prevalecer, eu novamente me lembro de todo o potencial que vejo em você e do quanto a sua aura me envolve e me inspira.

Em meio a tantas coisas ruins ou fúteis que têm a atenção das pessoas no mundo de hoje, é confortante saber que existe você, com tudo de maravilhoso que você tem, e saber que vai acontecer a coincidência de você ter coisas boas para falar e ter quem te escute. Por isso eu aposto as minhas fichas em você. Vou fazer o possível para não te cobrar, não criar expectativas e não deixar que a minha confiança e esperança te pressionem, mas não quero nunca deixar de acreditar em você. Vai dar tudo certo... Para nós dois.

2 comentários:

Marcelo Adamus disse...

Como está a bolsa de apostas?

Anônimo disse...

Seu blog é incrível! A forma de escrever é bem clara, além do seu português ser muito bom!
Parabéns!